Fique atento à segunda dose da vacina contra o coronavírus

Alguns municípios já iniciaram a distribuição das vacinas que protegem da COVID-19, destinadas à aplicação da segunda dose nos grupos prioritários. É importante que as pessoas que receberam a primeira dose voltem às unidades de saúde para completar a imunização.

As vacinas dos laboratórios Sinovac/Butantan e AstraZeneca/Fiocruz são administradas exclusivamente por via intramuscular em duas doses, com intervalo de duas a quatro semanas para a vacina Sinovac/Butantan e de doze semanas para a vacina AstraZeneca/Fiocruz.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) destaca que a vacinação é segura e os efeitos colaterais, em geral, são leves e temporários, como dor no local da inoculação e febre baixa. Efeitos colaterais mais graves são raros em vacinas, de forma geral.

É importante destacar que as pessoas vacinadas devem continuar a usar máscara, álcool gel e fazer distanciamento social. Primeiro, porque apenas parte da população será vacinada. Além disso, porque não se sabe se as vacinas vão conseguir impedir a transmissão e tirar o coronavírus de circulação ou apenas impedir que as pessoas adoeçam com Covid-19.

Fontes: Conselho Nacional de Secretarias de Saúde (CONASEMS) e Organização Mundial da Saúde (OMS)

Compartilhe