GaúchaZH: Aglomerações nas praias catarinenses poderão impactar nos números da covid-19 nos próximos dias, alertam especialistas

Matéria da repórter Aline Custódio do jornal Zero Hora, publicada em 03/11, alerta para o possível aumento de infecções pelo novo Coronavírus que virão após período entre 7 e 10 dias após as aglomerações ocorridas em praias catarinenses e gaúchas durante o feriadão de Finados. Para a infectologista Nicole Alberti Golin, integrante da Sociedade Riograndense de Infectologia (SRGI), é chocante identificar esse tipo de comportamento porque, segundo ela, o fato de as pessoas estarem ao ar livre não as exime de tomar os devidos cuidados, como o distanciamento social.

A infectologista Lessandra Michelin, diretora da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), lembra que a praia continua não sendo local para confraternização durante uma pandemia. “É difícil usar máscara na beira da praia, mas, se quer ficar mais à vontade, tem que manter o distanciamento. As pessoas precisam entender que a proximidade com outras faz com que elas tenham chance igual de contaminação. Outro problema é que mesmo quem já teve a covid-19 corre o risco de ser reinfectado pelo vírus”, ressalta.

Leia a matéria pelo link: gauchazh.clicrbs.com.br/saude/noticia/2020/11/aglomeracoes-nas-praias-catarinenses-poderao-impactar-nos-numeros-da-covid-19-nos-proximos-dias-alertam-especialistas-ckh2hjfhs000b012t1hhytitk.html.

Compartilhe