Nota de esclarecimento da SBI sobre vacina contra COVID e desenvolvimento de HIV/AIDS

O Comitê de HIV/aids da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) vem a público se manifestar sobre às declarações do presidente Jair Bolsonaro que faz uma relação entre a vacina contra a covid-19 e a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida.

De acordo com o Comitê de HIV/aids:

Não se conhece nenhuma relação entre qualquer vacina contra a COVID-19 e o desenvolvimento de síndrome da imunodeficiência adquirida;

Pessoas que vivem com HIV/aids devem ser completamente vacinados para COVID-19. Destacamos inclusive a liberação da dose de reforço (terceira dose) para todos que receberam a segunda dose há mais de 28 dias.

Repudiamos toda e qualquer notícia falsa que circule e faça menção a esta associação inexistente.

Confira também a matéria publicada no Jornal Zero Hora (24/10), intitulada “Sociedade Brasileira de Infectologia reage a declaração de Bolsonaro ligando vacina contra covid-19 e Aids”:

https://gauchazh.clicrbs.com.br/saude/noticia/2021/10/sociedade-brasileira-de-infectologia-reage-a-declaracao-de-bolsonaro-ligando-vacina-contra-covid-19-e-aids-ckv57qnsf000d019m3q0mf570.html.

Compartilhe