SRGI na imprensa: Saiba mais sobre a síndrome que afeta crianças e adolescentes e pode estar associada à covid-19

Febre persistente por mais de três dias, olhos avermelhados (uma conjuntivite sem pus), lábios também avermelhados e, em alguns casos, com rachaduras, pele com manchas avermelhadas ou arroxeadas e prostração estão entre os principais sintomas causados pela síndrome inflamatória multissistêmica (SIM-P), que afeta crianças e adolescentes e, segundo especialistas e o Ministério da Saúde, pode estar associada à covid-19. O infectologista pediátrico Dr. Fabrizio Motta, membro da SRGI, em média, os pacientes com essa síndrome ficam de cinco a sete dias hospitalizados por conta do tratamento, que exige medicação intravenosa, exames diários, como eletrocardiograma, para acompanhar, principalmente, a parte cardíaca.

Leia mais na reportagem: bit.ly/srgi-gaucha3.

Compartilhe