ZH: Entenda como funcionam e as diferenças entre as possíveis vacinas contra coronavírus

A matéria de Zero Hora publicada em 23/11, fala sobre as doze vacinas que estão na última etapa de pesquisa ao redor do mundo, com a missão de acabar com a pandemia de covid-19.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) exige eficácia mínima de 50% no imunizante. Cada vacina tem apresentado uma eficácia diferente. A de Oxford varia entre 62% e 90%, abaixo do índice das vacinas da Pfizer/BioNTech e da Moderna, que afirmaram superar os 90%.

Para o Dr. Alexandre Zavascki, membro da SRGI, os números citados pela Anvisa não são definitivos, o que impede afirmar hoje que uma vacina é melhor do que a outra. “Em muitos casos, os resultados sequer foram publicados em revistas científicas. Sabe-se apenas o que foi divulgado pelas assessorias de imprensa, o que prejudica a análise sobre o funcionamento de cada imunização”, ressalta o infectologista. Leia  a matéria no link: gauchazh.clicrbs.com.br/saude/noticia/2020/11/entenda-como-funcionam-e-as-diferencas-entre-as-possiveis-vacinas-contra-coronavirus-ckhv9t8la0023014li2sxb99v.html.

Compartilhe